Prime Contabilidade

Pix: Banco Central anuncia mudanças que permitem transferências por app de mensagens

O Pix, serviço instantâneo de transferências de valores que caiu nas graças dos brasileiros, vai oferecer ainda mais comodidade aos usuários. A partir do dia 30 de agosto, será possível realizar operações por meio de aplicativos de mensagens e redes sociais, bem como pagar compras feitas pela internet. 

Para permitir esses novos recursos, o Banco Central (BC) regulamentou regras para as instituições financeiras participantes do open banking (sistema de compartilhamento de dados). Apenas tais instituições poderão oferecer as novas modalidades. 

De acordo com o BC, em matéria divulgada pela Agência Brasil de Notícias, foram definidos os requisitos técnicos e os procedimentos operacionais para o compartilhamento do serviço de iniciação de transação de pagamento de Pix. 

Esta iniciação, de forma bem resumida, permite que o usuário realize pagamentos por meio de diferentes aplicativos, ou seja, ele não precisa mais usar apenas o app do banco no qual cadastrou a sua chave Pix. 

Outro novo recurso do serviço é a permissão de pagamentos para compras online. Para quem não tem cartão de crédito e costuma comprar à vista, esta é uma ótima notícia. Antes do Pix, tais clientes ficavam “reféns” dos boletos, sendo que a compensação destes documentos, muitas vezes, chega a demorar até um dia útil. O Pix, no caso, encurta este tempo, já que o valor cai na hora para o beneficiário – independente do dia e do horário em que a operação for realizada. 

Agora, com a regulamentação feita pelo BC, as instituições precisam ajustar os seus sistemas, permitindo pagamentos via Pix aos seus usuários, que, por sua vez, terão que autorizar o compartilhamento de dados para acessar o serviço.