Prime Contabilidade

Retorno ao trabalho presencial: Quais protocolos a serem seguidos?

Muitas empresas já retornaram às atividades presenciais, porém ainda há muitas dúvidas sobre essa volta. Até porque, todavia, vivemos em um cenário pandêmico – mesmo que os números estejam melhores em relação ao surto de coronavírus no Brasil.

Para você que é empreendedor e, recentemente, pediu o retorno dos seus colaboradores ao local de trabalho ou pensa nessa hipótese, a Prime Contabilidade lista algumas atitudes que devem ser tomadas para a criação de um ambiente corporativo mais seguro possível. Veja!

Testes

Embora sejam caros, os testes RT-PCR (os do cotonetes) são a melhor garantia que o gestor pode ter sobre a saúde de seus funcionários. Como sabemos, muitas pessoas podem ser assintomáticas em relação ao coronavírus. Ou seja, mesmo sem sintomas, elas podem hospedar e transmitir o vírus. Só os exames podem mostrar, com clareza, quem está doente ou não.

É um alto investimento, mas que vale a pena em caso de trabalho presencial. Nesse momento, o ideal é que a empresa busque uma parceria ou faça um acordo com algum plano de saúde para que todos sejam testados.

Distanciamento

Como os colaboradores estão se deslocando para ir ao trabalho, eles podem se contaminar no trajeto – principalmente os que utilizam transporte público. E você só saberá se alguém da equipe está com Covid-19 na próxima bateria de exames – que pode demorar para ocorrer.

Por isso, o distanciamento de, no mínimo 1, 5 m, entre as pessoas ainda é fundamental. Uso de máscaras e álcool em gel deve permanecer como um hábito entre os funcionários da sua empresa.

Higienização

A limpeza do local de trabalho sempre foi essencial, mas agora é mais importante ainda. Invista nesse serviço e contrate colaboradores para a realização periódica da higienização. Deve ser utilizado o álcool 70 e outros produtos que, comprovadamente, eliminam o vírus.

Quem pode voltar?

Se você possui pessoas de mais de 60 anos na sua equipe, não peça para elas voltarem ao local de trabalho. Assim como diabéticos, colaboradores com problemas cardíacos e respiratórios, entre outros trabalhadores que façam parte do grupo de risco, também devem continuar no home office.

Além disso, até por uma questão de distanciamento social, que já foi abordada anteriormente, o correto é que apenas parte do departamento retorne ao trabalho presencial, justamente, para não criar aglomerações.

Gostou? Fique ligado em nosso blog e nas nossas redes sociais para mais dicas sobre o mundo corporativo!

Tags
Compartilhar