Prime Contabilidade

Salário-maternidade e pensão por morte poderão ser solicitados em cartórios

Um projeto piloto que começará a funcionar em 15 de outubro, permitirá aos segurados do INSS a solicitação de pensão por morte ou auxílio maternidade diretamente nos cartórios.

Essa iniciativa favorecerá mais de 1,8 milhão de pessoas que estão na fila do INSS aguardando a liberação desses dois benefícios. Essa espera chega a durar até 40 dias, sendo que 25% dos casos estão travados por falta de documentação completa.

A integração é possível graças à modernização tecnológica e à mudança na legislação que autorizou os cartórios a prestarem outros serviços.

Os cartórios medirão os custos adicionais na operação, que deverão ser remunerados pelo INSS – o atendimento aos beneficiários seguirá sendo gratuito.

“Vamos entender as nuances do sistema e as dores de cada lado. A expectativa é de um avanço rápido, até mesmo por conta da necessidade do governo federal em reduzir a fila de benefícios, que se potencializou na pandemia”, acrescenta Fiscarelli.

A adesão dos cartórios ao convênio não é obrigatória, mas estima que 100% deles farão parte da iniciativa após o projeto piloto.